Escolha sua consulta

  • Nível
  • Estado
  • Visualizar dois Estados

Nível

Ver por Estado

Comparar Estados

E

Atualizado em:

Filtrar colunas

Filtrar por tags

  • Estado
  • Situação das aulas presenciais
  • Atos normativos e resoluções do CEE
  • Ensino Remoto
  • Calendário escolar
  • Plano de retorno às aulas presenciais
13/01/2021
14/01/2021
18/12/2020
14/01/2021
14/01/2021
14/01/2021
13/01/2021
14/01/2021
13/01/2021
14/01/2021
13/01/2021
13/01/2021
14/01/2021
13/01/2021
13/01/2021
14/01/2021
  • Suspensão das aulas presenciais por tempo indeterminado a partir do dia 20/03/2020.
    Autorizado o retorno das atividades extracurriculares a partir do dia 19/10/2020, contudo as aulas curriculares seguem suspensas.

    A retomada das aulas presenciais está prevista para acontecer a partir do dia 18/02/21.

  • Decreto n° 4230, de 16 de março de 2020

    Suspensão das aulas por tempo indeterminado

    Resolução n° 901/2020 – SEED/PR, de 21 de março de 2020

    Estabelece a distribuição quinzenal de kits de alimentos da merenda a alunos beneficiários do Bolsa Família e em situação de vulnerabilidade.

    Decreto nº. 4960 de 02 de julho de 2020:

    Protocolo de retorno às aulas

  • Aulas não presenciais foram autorizadas, mas não são obrigatórias. As escolas devem, em sua autonomia, decidir como será implementado o regime remoto de aulas.

    O Governo do Estado desenvolveu o Aula Paraná, sistema de Educação a Distância para os alunos da rede estadual. As aulas estão sendo disponibilizadas pela TV Aberta (TV Record – RIC Paraná), pelo Youtube (canal Aula Paraná) e pello app Aula Paraná. As aulas são transmitidas no mesmo horário em todas as plataformas e ficam salvas no canal do Youtube. Também estão sendo disponibilizados materiais extras pelo Google Classroom.

    Alunos sem acesso à internet devem retirar as atividades quinzenalmente na escola, no dia em que forem retirar os kits da merenda.

    (Conforme Deliberação nº 01/2020 – CEE/SEED-PR, de 31 de março de 2020; e Documento elaborado pela Secretaria de Educação do Estado)

    Escolas abrem estrutura para auxiliar estudantes sem acesso à internet. Para que estudantes da rede pública de ensino no Paraná não percam o vínculo com as escolas, foram necessárias iniciativas para auxiliar no processo de aprendizado durante a pandemia. Em algumas regiões do estado, as escolas estão disponibilizando a estrutura para que alunas e alunos, individualmente, com hora marcada e seguido protocolos de segurança, possam utilizar internet e laboratórios e assim realizarem e entregarem as atividades em dia no Aula Paraná.

    (Conforme notícias do site do Governo)

    Professores e alunos encontraram uma nova maneira de dar continuidade ao programa Monitoria nas Escolas, de forma on-line. Em todo o Paraná, são mais de 500 alunos que estão participando do programa como monitores e ajudando outros colegas de sala, e os resultados já se mostram positivos para os docentes e principalmente para os estudantes.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Sala de Recursos desenvolve diversas atividades para alunos com Altas Habilidades: A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) atende atualmente a 1.500 alunos com altas habilidades/superdotação. Durante a pandemia do Covid-19, a Seed teve que se adaptar para dar continuidade ao ensino de qualidade a esses estudantes. Uma das maneiras encontradas foi, além do Aula Paraná, ofertar oficinas on-line, que ajudaram na adesão e engajamento dos alunos superdotados.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Na semana do feriado da Independência, entre os dias 08 a 11 de setembro, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) fará uma nova rodada de revisão de conteúdos nos canais Aula Paraná. Durante os quatro dias, os canais do Aula Paraná na TV Aberta, no YouTube e nos aplicativos terão uma programação completa de videoaulas inéditas, mas que farão um resumo de tudo o que já foi abordado no trimestre.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Tecnologia garante inclusão de alunos cegos durante a pandemia, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) deu continuidade à oferta do atendimento educacional especializado aos estudantes cegos e de baixa visão. Atualmente são 330 desses estudantes atendidos nas Salas de Recursos Multifuncionais (SRM) sob a supervisão de 203 professores especialistas, que se organizaram e seguem dando orientações e apoio pedagógico durante a pandemia. O ambiente das SRMs permite que os alunos acompanhem as videoaulas dos anos e séries respectivos com a audiodescrição de fórmulas, figuras e gravuras sempre que necessário, dando as mesmas condições de participação com igualdade e oportunidade aos demais estudantes. Os professores também gravam áudios complementares, possibilitando a acessibilidade aos estudantes cegos e de baixa visão.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Escolas abrem estrutura para auxiliar estudantes sem acesso à internet. Para que estudantes da rede pública de ensino no Paraná não percam o vínculo com as escolas, foram necessárias iniciativas para auxiliar no processo de aprendizado durante a pandemia. Em algumas regiões do estado, as escolas estão disponibilizando a estrutura para que alunas e alunos, individualmente, com hora marcada e seguido protocolos de segurança, possam utilizar internet e laboratórios e assim realizarem e entregarem as atividades em dia no Aula Paraná.

    (Conforme site de notícias do Governo)

    Escolas de comunidades indígenas recebem internet em salas de aula dentro de aldeias. Cinco comunidades indígenas do Paraná que ainda não tinham acesso à internet nas salas de aula localizadas dentro das aldeias começaram a receber o sinal de internet em setembro. A chegada do sinal é fruto da ação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed), que aguardava apenas ajustes na energia elétrica para levar a internet até estas salas. A novidade agora permite que as aulas remotas também aconteçam nestas salas de aula.

    (Conforme site de notícias do Governo)

    O Aula Paraná Turbo será uma versão avançada do sistema de aulas remotas que existe atualmente e irá contar com uma série de novas ferramentas, como um Intensivo do Enem, um sistema de correções automáticas de redação, aulas de programação para alunos e professores, além de mais aulas ao vivo e uma plataforma de matemática gamificada. As inscrições para o curso de programação gratuito com 10 mil vagas começam nesta sexta-feira (18).

    (Conforme site de notícias do Governo)

  • É requisitado o cumprimento da carga horária mínima obrigatória, assegurando a reposição posterior ou realização de atividades remotas para cumpri-la.

    (Conforme Deliberação nº 01/2020 – CEE/SEED-PR, de 31 de março de 2020)

    A Rede Estadual de Ensino do Paraná encerra em 18 de dezembro o calendário letivo de 2020.

    (Conforme portal de notícias oficial do governo do Estado)

    O ano letivo de 2021 na Rede Estadual de Ensino do Paraná vai começar em 18 de fevereiro em formato híbrido. Ou seja, com parte dos alunos assistindo às aulas de forma presencial nas escolas, enquanto o restante dos estudantes acompanha, simultaneamente, a mesma aula de maneira remota. A intenção é que haja um revezamento semanal entre os estudantes dentro do próprio sistema.

    (Conforme portal de notícias oficial do governo do Estado)

  • Publicado

13/01/2021
13/01/2021
14/01/2021
13/01/2021
18/12/2020
  • Suspensão de aulas presenciais por 15 dias, inclusive na Educação Infantil – entre 18/03 e 03/04

    Suspensão de aulas presenciais prorrogada – entre 04/04 e 30/04

    Suspensão de aulas presenciais prorrogada por 30 dias, com antecipação do recesso escolar durante 15 desses 30 dias. – Entre 01/05 e 31/05

    Retomada das aulas não presenciais – a partir de 01/06

    A retomada das aulas presenciais foi prorrogada por tempo indeterminado.

    Datas de retorno às atividades presenciais:
    – Educação Infantil: 8 de setembro
    – Ensino Superior, Ensino Médio e Ensino Técnico: 21 de setembro;
    – Ensino Fundamental: 28 de outubro;
    – Ensino Médio: 20 de outubro;
    – Ensino Fundamental: 12 de novembro.

  • Decreto n° 55.118, de 16 de março de 2020

    Suspensão das aulas por 15 dias

    Decreto nº 55.154, de 1º de abril de 2020

    Prorrogação da suspensão das aulas até 30/04

     

  • Elaboração de Aulas Programadas que serão realizadas à distância contando como carga horária a partir do dia 06 de abril.

    Estão ocorrendo aula ou produção de conteúdo, via whatsapp, portais online e aplicativos de educação.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    A Seduc lançou um programa de aulas preparatórias para o Enem, o Pré-Enem Seduc RS, que serão transmitidas pela televisão.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Aulas nas redes pública e privada retomadas em modelo de ensino remoto em 1º de junho.
    As aulas remotas ocorrem na plataforma Classroom, do Google for Education. O ensino remoto oferecido para todos os níveis da rede pública é oferecida na modalidade híbrida, com uso de tecnologia e a disponibilização de materiais aos pais ou responsáveis com dificuldade de acesso via internet.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Aulas remotas iniciadas com o planejamento: 1a etapa – Ambientação Digital, entre os dias 1º e 13 de junho, inserção dos professores e alunos na plataforma e processo de aprendizado sobre a utilização de todos os recursos disponíveis na plataforma.
    2a etapa: começa em paralelo no dia 8 de junho, promoverá as capacitações em Letramento Digital aos professores para a preparação de aulas na forma não presencial. Os conhecimentos digitais dos alunos também serão avaliados para compreender o nível de entendimento sobre a plataforma de ensino. A partir do resultado dessa avaliação, será possível reforçar aspectos que não estejam claros aos estudantes, para que, em seguida, possam iniciar as lições.
    A partir do dia 29 de junho, iniciam as aulas que utilizam a Matriz de Referência, definida por componente curricular de cada ano. Esta matriz será norteadora das aprendizagens para este novo modelo híbrido (presencial e não presencial).

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Com o projeto de teleaula Pré-Enem Seduc RS, os alunos gaúchos poderão contar com mais uma iniciativa totalmente digital, interativa e gratuita para se prepararem para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado).

    Com o projeto de teleaula Pré-Enem Seduc RS, os alunos gaúchos poderão contar com mais uma iniciativa totalmente digital, interativa e gratuita para se prepararem para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado).

    Os alunos da Rede Estadual de Ensino têm mais um grande apoio na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares. A plataforma Resolve Sim, que funciona de forma totalmente digital, interativa e gratuita, já está disponível no ambiente do Google Sala de Aula das Aulas Remotas.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado).

    A Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Centro de Gestão e Inovação (Cegin), passará a promover uma série de lives de capacitação voltada para alunos nesta quinta-feira, 27 de agosto. Nomeadas “Tipo Aula: de aluno para aluno”, as transmissões acontecerão às quintas-feiras, às 14h. O tema da primeira edição será “Descomplicando o ensino remoto”.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado).

  • Considerando as aulas não presenciais sendo realizadas na Rede Estadual de Ensino, tendo as escolas seus registros de atividades e de participação efetiva dos estudantes validados pelo colegiado da instituição, não haverá necessidade de reposição de aulas e de reorganização do calendário escolar.

    Os calendários escolares das redes estadual, municipal, pública e privada foram unificados.

    (Conforme site de notícias do Governo do Estado do Rio Grande do Sul)

  • O plano de retomada das aulas no Rio Grande do Sul passa por um processo complexo de cinco etapas.

    • Etapa 1:a partir de 01/06 – apenas o ensino remoto, tanto na rede pública como na rede privada
    • Etapa 2: a partir de 05/06 – atividades de Ensino Superior, Pós-Graduação e Ensino Técnico Subsequente. A retomada será restrita ao estágio curricular obrigatório e às atividades práticas de ensino essenciais à conclusão de cursos, de pesquisa e em laboratórios
    • Etapa 3: anúncio em 15 de junho para retomada em 1º de julho
    • Etapa 4 – anúncio em 1º de julho para retomada em 3 de agosto
    • Etapa 5 – anúncio em 3 de agosto para retomada em 1º de setembro

    O governador afirmou que, diante do momento crítico, o modelo para o retorno gradual do ensino presencial que já havia sido anunciado não será colocado em prática nas datas previstas. O adiamento trouxe a oportunidade de aprimoramento da proposta. O governo do Estado realizou uma consulta a 1.520 entidades representativas sobre a retomada presencial das atividades de ensino com o objetivo de elaborar uma solução coletiva e colaborativa.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    O governo do Estado e a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) começaram, na manhã desta terça-feira (11/8), o debate sobre a retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul em modelo híbrido.

    Cronograma proposto de retorno às aulas (ainda não aprovado):

    31/8 – Ensino Infantil (público e privado)

    14/9 – Ensino Superior (público e privado)

    21/9 – Ensino Médio e Técnico (público e privado)

    28/9 – Ensino Fundamental – anos finais (público e privado)

    8/10 – Ensino Fundamental – anos iniciais (público e privado)

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

    Plano prevê uma primeira fase para levantamento das restrições a atividades presenciais nas escolas, no entanto a projeção de datas não significa obrigatoriedade já que a decisão de retomar passará por aval de municípios, instituições e pais. A proposta prevê que as restrições sejam levantadas, de forma escalonada, seguindo um protocolo único para o Estado (ou seja, sem aplicar regras próprias pelo regime de cogestão), e em regiões que estejam em bandeira amarela ou há pelo menos duas semanas em bandeira laranja. O governo do Estado ressalta que não há obrigatoriedade para o retorno, que será facultativo, a depender da decisão dos municípios, das escolas e dos pais.

    Calendário de levantamento das restrições para atividades presenciais nas escolas:

    _Educação Infantil: 8 de setembro Ensino Superior;

    _Ensino Médio e Ensino Técnico: 21 de setembro;

    _Ensino Fundamental – Anos Finais: 28 de outubro;

    _Ensino Fundamental – Anos Iniciais: 12 de novembro.

    (Conforme site de notícias da Secretaria de Educação do Estado)

     

13/01/2021
13/01/2021
18/12/2020